terça-feira, junho 05, 2007

CINZAS EM COVA ABISMAL
Image Hosted by ImageShack.us
Eu sou a vida, sou a morte neste mundo cruento e sem sorte
Eu sou carne, sou o sangue de meus antepassados
Eu sou as lágrimas, o tempo e o vinho derramado
Sou a luz, sou a sombra de um destino miserável em pedra talhado

Eu sou o vermelho e o negro
Cores de sangue e morte
Sou apenas esquálida,
Pálida figura do que penso ser
Memórias melancólicas para esquecer

Eu sou a piedade e a vingança
Dos sonhos, sou a intemperança
Eu sou o bem e o mal
Entregue à própria sorte nesta história desigual
Pelo caminho lambo minhas feridas,
Minha cicatriz fica cada vez mais profunda
E fico cada dia mais taciturno e, por vezes, infeliz

Eu sou a água e o fogo
Sou o frio e o calor
Conheço paragens distantes
Bebi o vinho e as mulheres
Embriaguei-me em nefastos romances
Gastei o ouro em bens estéreis
Tudo o que é bom já passou
Minha dor é o que restou

Já fui brasa animada com o calor divinal
Em breve serei cinzas numa cova abismal

Image Hosted by ImageShack.us

37 comentários:

Débora Brandão disse...

E eu sou só ausência!!!!!



Lindo poema....

e sim, aquilo foi um desabafo... mas infelizmente não consigo me aliviar apenas com palavras :(

beijos
e fica bem!

Mestre Splinter disse...

Bravo, velho irmão...

...mas o que fazer qüando é só mesmo uma dor o que restou...?

...a cova é o único destino certo, única certeza ao viver, mas que demore ainda muito.

E que belas imagens encontras, como sempre...

Um abraço p'ra ti daqui, vindo de úmidas e frias grutas...

Brankinho disse...

Bah tchê, desculpa defensor eu nunca comento teus posts.... é que minha mente é porca pra pensar... o Mestre ta sumido, enquanto isso eu vou levando o blog... Postei um cachorro grande é a unica banda nova nacional que eu curto...

Mestre Splinter disse...

Não tô sumido, não, tô aqui, ô cabecinha, olha o comentário acima...só me outorguei umas férias das postagens...bem ao estilo Brankinho, hehehe...

(...uma risada besta p'ra descontrair, se tu nos permite a audácia...sempre nos resta rir, enfim...)

Flávio disse...

Muito triste,amigo... mas muito lindo! Grande abraço

mac disse...

A foto fez-me pensar na pequena Madeleine à espera que a morte a vá buscar...

dellconte disse...

rs...
Vc escreve bem! eu gosto, me identifico com muitas coisas que escreve!
Beijo
Déia

Lux Caldron disse...

Excelente poema, pena que apenas reste dor naquilo você é. Mas a vida é assim mesmo apenas nos faz sofrer...

Abraço

Lana disse...

Olá!
todos temos de viver o nosso luto não é?
alguma ajuda para te dar luz podes contar comigo.
1 sorriso mto luminoso
Lana

Ricardo Rayol disse...

Como sempre denso, intenso, dramático e muito bom.

Klatuu o embuçado disse...

Até às últimas cinzas... festa, vinho, dança! e Baco! ;)

Abraço.

Saramar disse...

Concordo com Ricardo: muito dramático, belo e profundamente dark.
Gosto demais do seu estilo.

beijos

tina oiticica harris disse...

Só pra retribuir tua vista no meu blog, já que me é impossível comentar com um sistema feito só para Blogger.
Não sei como se foram os settings que tinhas antes.

Universo Anárquico

É queixa sim, de um blog que sempre te apoiou.

Quanto à poesia, já estou em um período difícil da minha saúde. É bonito mas busco a luz.

Lana disse...

BFS
1 sorriso luminoso a contrastar com o teu lugubre estado de alma quase constante aqui no blog ...
Lana

Bruxinhachellot disse...

No fim tudo vira cinzas e um novo ciclo reinicia. Na vida nada levamos a não ser nosso aprendizado e sentimentos. O corpo, os bens tudo fica pra trás. Então aproveite bem tudo o que receberás e guarde consigo a essência. Fica bem.

Beijos silenciosos.

Blogildo disse...

De brasa a cinza: o destino de todos nós.

keila, a Loba disse...

Um trecho das suas divagações me fez lembrar decretos indígenas, por sinal poderosos e extremamente atuais.

Receber você é sempre motivo de festa nos Uivoooooooooossssss, Defensor.


AbraçUivooooooooooooosssssssssss

o alquimista disse...

Tu és um Alquimista caro amigo, não tenho qualquer duvida...


Abraço

MagnetikMoon disse...

Forte e conciso!
Boa semana *

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Fantástica essa foto da menina.O texto é uma dança de luz e sombras no fundo de um abismo onde a vida se confunde com a morte.
he he he !Ainda aprendo!Antes de cair na confusão, eu aprendo
Um abraço!

Blogue da Magui disse...

Vc anda atraindo a bicha.Cuidado!!!

Ricardo Rayol disse...

Mais um pouco e vira letra de música. Você como sempre brinca com uma facilidade com as palavras. Estou promovendo com o daviD uma enorme e gigantesca blogagem coletiva. Passe lá no Indignatus e veja.

Renata disse...

Ai ai, não foi atoa que eu vim aqui logo hoje..essas palavras caíram como uma luva!!!
bjos!

D. Maria e o Coelhinho disse...

Eu sou
o cornudo
desesperado,
coelho maluco
já quse esfolado.


Coelhinho

Ana Gotz disse...

Olá, qto tempo!

sempre profundo e forte!
Amo sua intensidade!

Ana Gotz disse...

Olá, qto tempo!

sempre profundo e forte!
Amo sua intensidade!

tina oiticica harris disse...

Obrigada pela troca do setting. Se querer desmerecer. O ritmo da poesia me lembrou o Gita do Raulzito e P.C. Assunto diferente, cadência parecida. É, minha saúde desmorona.

Olhos de Mel disse...

Defensor, por que tanta angustia e tanta tristeza, heim? Poxa muito lindo,mas eu que ando tristinha, fiquei pior. É preocupante saber alguém assim. Eu também, não tenho encontrado flores em meus caminhos, mas continuo a jornada tentando dar um colorido a ela.
Bjs

David disse...

Se eu comento, vira babação. Perfeito.

Lana disse...

Hoje sou eu que digo... então?? onde andas?? sinto a tua falta!!
1 sorriso muito luminoso
Lana

O Árabe disse...

Impresionante como você consegue transformar a tristeza em beleza...

D. Maria e o Coelhinho disse...

ACHAS QUE,
DESTE MODO,
VOU CONSEGUIR
FAZER AS PAZES
COM O COELHINHO ?


D. MARIA

Lana disse...

Olá 1 surpresa te espera no meu blog
1 sorriso luminoso e até breve
Lana

Etc e tal disse...

nossa!!!!!!!!parabéns.. vc escreve muito bem!!!@
bjus

Ricardo Rayol disse...

Não esqueça da mãe de todas as blogagens. Dia 23/06 vamos enterrar com honras de Estado o Movimento Evolução. Pegue o banner aqui http://indignatus.blogspot.com/2007/06/o-enterro-do-ano-o-banner.html

C Valente disse...

forte e triste.
devemos fazer hino á vida, esquecer a morte, ela está sempre presente.
Naveguei passei por aqui, vou voltar, podes ir ao meu porto de abrigo

Anônimo disse...

WOW Gracias! exportar Blogger via FTP !!!