quarta-feira, maio 16, 2007

MORTALHA

Meu abrigo é o mar
O oceano sem fim
De luz prateada...
E nas praias desertas
Posso contemplar
As ondas
As gaivotas
As ondas sem volta
Lá ouço o rugido selvagem
Que arde em meu peito
Liberto, com coragem

Minha liberdade é o céu
O reluzente azul da criação
De encantos sem véu
Lar da chuva e do trovão
Onde me entrego ao divino
E em preciosa oração
Recito o salmo, toco o sino

Meu sonho é o Sol
Fonte da vida e da morte
Meu norte, meu guia
A luz que regenera
Sua força é minha consorte
Seu calor, minha alegria

Minha mortalha é a terra
A argila ancestral
Fonte do bem e do mal
Lá repousam tristes olhares
Chagas, milagres
E profanos altares
Lugar de amar e viver
Lugar de chorar e sofrer
Onde descanso, afinal

58 comentários:

David disse...

Minha mortalha é a terra
A argila ancestral
Fonte do bem e do mal


Perfeito. O texto é irretocável, mas isso não é novidade. Só vou parar com a babação antes queme chamem de puxa-saco.

Eärwen Tulcakelumë disse...

Reverência mais que maravilhosa aos elementos aos quais estamos ligados.
Apesar de ser feita do fogo, amo o mar, local onde gosto de me deixar ficar.

Deixo-te pérolas incandescentes de inspiração, banhadas no rio de lava que em meu mundo corre.

Eärwen
16.05.07.

Flávio disse...

Fiquei sem palavras, mano. Excelente, original... fantástico, mesmo! Meus respeitos.

Blogildo disse...

Gosto muitos dos seus poemas. Principalmente quando você faz rimas e mantém o sentido.

Na sua visão, em que sentido o Sol é fonte da morte?

Defensor disse...

David: A parte do texto que você ressaltou é a que eu gosto mais. Sabes que também te admiro... então a "babação" é recíproca! Valeu brother!

Defensor disse...

Eärwen Tulcakelumë: Sem dúvida, estamos ligados aos elementos mais do que podemos imaginar.

Defensor disse...

Flávio: estamos aí... não sei se sou digno desses elogios. Apenas escrevo, sempre gostei de escrever, e o blogue abriu este espaço para que eu pudesse mostrar algo que sempre gostei de fazer... É interesante compartilhar experiências e textos. Cada um que comenta deixa sua impressão, muitas vezes fico surpreso... Valeu!

Defensor disse...

Blogildo: grande irmão! Na verdade, posso te dizer que o Sol é fonte de vida e de morte, pois é isso mesmo o que ocorre. Tudo o que está sob o Sol vive e, com certeza, irá morrer... Lembrei do Eclesiastes... Abraços.

Nomundodalua disse...

que massa..como coloca slide?? Oo
duih dihduihduidhuidhuidhuidhuidhdu

/me ser lesinha..
e o texto belissimo..bem tocante, eu diria!
:)
obg pela visita

x**
namastê!

Anjo de uma asa só disse...

tinha que fazer vontade né???coisa feia!!!!!também nem gosto de praia mesmo,areia, sol!! aff..rsrsrs
:S

Anjo de uma asa só disse...

amei..amei...amieeeeeeee sua poesia!!!

Jorge Sobesta disse...

Caro Defensor,

Toda vez que venho aqui sou brindado com suas poesias!

Obrigado pela visita. O Glênio é realmente "a figura", hehe.

Grande abraço.

Débora Brandão disse...

é o poema mais bonito dos que li aqui até hj (e já li bastante do seu arquivo)....

o slide ficou show tb.... chamo atenção para a imagem da frase "E nas praias desertas".... essa iamgem me tocou bastante....

parabéns

beijos
BATHORYsoul

Defensor disse...

nomundodalua: é fácil...www.slide.com
namastê procê tb...

Defensor disse...

Anjo de uma asa só: é como eu já escrevi...
Meu abrigo é o mar...
Abraços

Defensor disse...

Jorge sobesta: estamos aí, brother!
Eu é que agradeço as gentis palavras!

Defensor disse...

Débora Brandão: também gostei bastante dessa poesia. Realmente, acho que uma das mais bonitas que já escrevi. Foi inspiração mesmo. Saiu de uma tacada só...
Legal. Grato pela visita.

Ricardo Rayol disse...

Maravilhoso. Perfeito.

Lux Caldron disse...

Os Elementos são o teu Universo, e assim será até seres pó...

Abraço

MagnetikMoon disse...

Bastante sentido e com slide apropriado.Gostei bastante.
Abraço

Mestre Splinter disse...

Áh, la Mar...qüanta inspiração proporciona essa imensidade, esse eterno mistério que nos remete ao primordial da vida, ao princípio de todas as coisas...Um dia farei-me ao mar, se assim me for permitido, pois sei que certas respostas que busco só poderiam ser encontradas junto à ele, em seu ritmo de placidez e fúria...apesar de meu lar ser mesmo a Terra.

Desculpa se me empolgo, velho irmão, mas parece que tuas palavras já fizeram estrago em mim outra vez...Quem mandou transformar sentimentos em palavras de forma tão explêndida? Não adianta, amigo David, todos nós que viemos aqui somos ''puxa-sacos'' do Defensor...

Desta vez me atrevo a te deixar o refrão de uma canção que ajudei a compor nos meus tempos de rocker:

''É manhã, mágoa e dor
toda lembrança sem paz
mas apenas temer o Sol
não me fará retornar...

E se no leito do Mar
reflete a fome voraz
há uma vida para esquecer
e muitas vidas para sonhar...''

Gracias, brother, mais uma vez.

Mestre Splinter disse...

...e que a mãe Terra custe muito ainda a nos cobrir com com sua mortalha, enqüanto tivermos vidas p'ra sonhar, e palavras p'ra compartilhar...

Defensor disse...

Rayol: estamos aí e, apesar de toda essa poesia que resolveu permear o Defensor, ainda estou contigo na indignação!!!
Abraços

Defensor disse...

Lux Caldron: os Elementos e a Natureza são nosso Universo, com efeito!

Defensor disse...

Magnetikmoon: fico feliz que tenhas gostado. Volte sempre!
Abraço

Defensor disse...

Mestre Splinter: grande irmão do metal. Eu sabia que eras um poeta. Gostei do refrão que colocaste aqui. Deverias escrever mais... É escrevendo que espanto meus demônios interiores!!!
Abraços e LONG LIVE ROCK AND ROLL!!!!

Defensor disse...

Mestre Splinter: De fato, que a mãe Terra custe a nos cobrir, e quando isso acontecer que a terra nos seja leve, e que possamos descansar entre as estrelas de maneira próspera, com a certeza de que não passamos por aqui em vão!!!

Defensor disse...

Amigos: estarei fora no final de semana, descansando do internet e do computer.

Estarei de volta na 2ª ou na 3ª...

Prosperidade e paz!!!

mac disse...

Os 4 elementos...sempre presentes à nossa volta e magistralmente retratados...

foryou disse...

Os blogs têm destas coisas: vamos saltando pelos de uns e de outros e acabamos por chegar a sítios que nem imaginavamos que existiam, como este.
Bonito poema :)
Agora vou vasculhar o resto do blog.

MagnetikMoon disse...

Volto,pois gosto de ler-te.E tens uma coisa-não complicas,gosto do teu estilo!
Bom fim-de-semana

Saramar disse...

Magnifíco!
A terra, o mar, berços e mortalhas.
Nossos elementos e nosso fim.
Você os descreveu maravilhosamente.

beijos

Vida disse...

Esmagador poema caro amigo...


Os teus pés são navegantes na espuma, o teu cabelo dança em descuidada ironia, suave viagem de ondulante onda em tua boca, duas sílabas sopradas em mágica melodia…

Bom domingo

Abraço

impulsos disse...

O mar
O céu
O sol
A terra

Sendo o mar o teu abrigo...
Sendo o céu a tua liberdade...
Sendo o sol a tua fonte de vida e de morte...
Sendo a terra a tua mortalha...

Te digo que o teu sentir é como um poço de vida onde os elementos se conjugam no verbo viver e no verbo morrer.

Beijo num impulso meu

Sujeito Oculto disse...

Adoro a paz que o mar transmite. Sempre me acalma.

Lana disse...

Olá Lindo defensor
como sempre é um prazer vir ao teu espaço.
1 sorriso muito luminoso e tem uma boa semana
lana

Renata disse...

Como sempre muito lindo...E o mar..ah o mar...fonte inesgotável de inspiração...
bjos!!!

jguerra disse...

Caro Defensor,

simplesmente adorei. A ligação aos elementos, dos elementos aos sentimentos, dos sentimentos à palavra demiúrga que cria e recria as nossas vivências.

Abraço.

Cris disse...

Minha mortalha é a terra
A argila ancestral
Fonte do bem e do mal
Lá repousam tristes olhares
Chagas, milagres
E profanos altares
Lugar de amar e viver
Lugar de chorar e sofrer
Onde descanso, afinal


Comentar? impossível. As palavras aqui escritas são de um preciosismo inquestionável. Tudo dizem e nada fica por dizer!

C.

Lia disse...

Surpreendente...

Mas prefiro o pó das estrelas :)

Um beijo e um sorriso

Blogildo disse...

Agora saquei o lado bíblico do verso. Faz todo o sentido o sol ser "fonte da vida e da morte".

Abraço!

dellconte disse...

Olá a frase não é minha. Mas não lembro da onde peguei...

"Gosto dos venenos mais lentos, Das bebidas mais amargas, Das idéias mais loucas, Dos pensamentos mais complexos e Dos sentimentos mais fortes. Tenho um apetite voraz e Os delirios mais doidos... Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer: "E daí? Eu adoro voar...!!!"

Se lembrar ou achar me avise!!!
Boa semana

Bela disse...

Poema avassalador. Gostei genuínamente..:)

Abraço

Modern Engel disse...

Oi, amigo como estás??

um abraço!

Bruxinhachellot disse...

Minha alegria é ler-te e sentir o mundo pulsar através de suas palavras.

Beijos de vinho.

Angela disse...

Adorei o teu poema. Gostei dessa harmonia entre a natureza e o homem, dando a ideia que de facto fazemos parte de um todo.

Um grande beijinho.

Lana disse...

BFS
1 sorriso luminoso
Lana

A MUDANCA disse...

Maravilhoso o seu poema...

Beijo

FF

Escorpiana Explosiva disse...

faz tempo q não passo aqui mas adorei o poema realmente vc tem bom gosto nas suas postagens q vc coloca aqui.

um abraço.

Flávio disse...

psiu, amigo... tou sentindo falta dos seus posts! :) Abração

keila, a Loba disse...

Você é uma pessoa apaixonante; e, sendo Defensor... fica ainda mais irresistível.


BeijUivoooooooooossssssss da Loba

Vera disse...

Maravilhoso, meu Amigo!!! Perfeito mesmo!

Desculpa a ausência, mas a minha princesa fez um entorse bastante sério e agora o tempo é bastante limitado, mas virei sempre que puder...

Beijinhos

Brankinho disse...

Eai Defensor, aparece lá no http://agoraerock.com tem um pos só de coletâneas pode ser que alguma te agrade tem de Thin Lizzy à Blue Öyster Cult. Abração!

o alquimista disse...

olá amigo a intensidade das tuas palavras mexem sempre comigo...percorres o cume mais alto das palavras...

Abraço

Lia disse...

Mergulha no mar que é o corpo de quem amas...

Aí sim... depois de amar e viver, podes finalmente descansar...

Um beijo

Klatuu o embuçado disse...

Não acredito muito nesse descanso... por debaixo do solo movem-se trevas...

Abraço!

Defensor disse...

...voltarei para responder todos os comentários antes de postar novamente.

Ando ocupado, sem tempo pra visitar os amigos...

Paz e prosperidade!

Flávio disse...

Amigo, vc tá bem? Tou sentindo falta dos seus posts... e, confesso, meio preocupado com o sumiço. Grande abraço!