sexta-feira, julho 13, 2007

CINZAS
Estranha semelhança...
Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us


Para quem não entendeu, resposta nos comentários.

40 comentários:

Defensor disse...

1ª foto: vista aérea de uma cidade, no caso, Melbourne - Austrália, mas poderia ser São Paulo, Nova Iorque etc...

2ª foto: cemitério em Tóquio, no Japão.

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Cara, mas cemitério bonito.Dá até vontade...Não , não dá não!
He he he !
Um abraço!

Cejunior disse...

Realmente, meu caro Defensor, tive que olhar de perto para notar que era um cemitério (também com esses meus olhos toscos...).
As cinzas no céu de Melbourne e as cinzas dos antepassados nipônicos...
E no final, de longe, as duas fotos se parecem muito!

Ricardo Rayol disse...

Isso que eu chamo de surrealismo paralélico. Fantástico.

Renata disse...

Muito interessante, defensor...
E não é que na nossa "selva de pedras"somos mesmo uns morot-vivos?!!!

boa semana!

Klatuu o embuçado disse...

O paralelismo é PREOCUPANTE!!!

Abraço.

impulsos disse...

Olá... há quanto tempo!

À primeira não entendi mesmo.
Mas depois de uma segunda olhadela mais atenta, vi o cinzento da chocante semelhança!

Sinais dos tempos ou do fim dos mesmos...

Um beijo

Lux Caldron disse...

Incrivel parecença...

Abraço

M.MarcoliN disse...

arrepios...

Blogildo disse...

Isso me lembra "Cidades Invisíveis" do Ítalo Calvino. Já leu? Essa comparação poderia constar no livro dele.

Klatuu o embuçado disse...

Os meus sentimentos pelo desastre aéreo no seu País.
Sinto muito.

Olhos de mel disse...

Defensor, obrigada pela visita, pelas palavras carinhosas. Saiba sempre fui admiradora de tudo que escreve, (apesar de achar triste).
Sobre a foto; melancólica, porque nos lembra saudade e o fim de uma jornada, o desconhecido.
Feliz dia do amigo!
Bom fim de semana!

Bruxinhachellot disse...

Interessante a comparação.

Beijos de amigo.

Mestre Splinter disse...

Faço minhas as palavras do Executor, sou obrigado: uma alegoria preocupante demais.

Um grande Dia do Amigo p'ra ti, Lord Defender!

Lana disse...

Krido Defensor tenho sentido a tua falta. de xx em quando vou ao teu blog e deixo um comentário.
chegaste atrasado mas o champanhe e o marisco espero que tenham chegado em boas condições ai ao outro lado do oceano.
1 sorriso mto luminoso e nem as cinzas o farão perder a luz que te envio.
Lana

hazzamanazz disse...

Como disse o Klatuu, além de ser preocupante, eu olhei por 5 segundos a foto e saquei na hora o que era.
Brrrrrr... :-|
Se um prédio de apartamento é extremamente nocívo a convivência social e ao humanismo, o que dizer de uma selva de concreto?

A selva verde pelo menos era mais justa, por falar nisso.

[ ]'s

bivis disse...

WOW Gracias! exportar Blogger via FTP !!!

jguerra disse...

Com isto, as cidades estão cada vez mais parecidas, perdendo identitade própria. Pena, não é
Abraço.

Saramar disse...

Fantástic semelhança.
Estaremos todos mortos?
Fiquei arrepiada.

beijos, boa semana.

Olhos de mel disse...

Olá Defensor! Passando pra lhe desejar uma semana cheia de grandes realizações.
Bjs.

-›¦‹-Sombras-›¦‹- disse...

Estranhas coincidências e infelizes acasos... antes não houvesse termo de comparação ou tão somente de óptica ilusão! Beijinhos, mil

Modern Engel disse...

eee! qto nao venho até aqui,
e agora tens foto!!

beijos.

andre wernner disse...

Bela sacada, meu caro Defensor!
A vida é assim, cheia de contrastes e... insinuações!
Corre-se cidade à dentro para se chegar ao descanso eterno...
Abs

Barbarian disse...

Bonita a cidade dos magrinhos né? Moro há muito tempo em prédio, em frente a um cemitério. Quando moleque, ia lá com meu caderno de desenho, reproduzir as obras de arte dos mausoléus. Vendo daqui de cima, ainda mais em dias sombrios como hoje, misturam-se perfeitamente no cenário as casas dos mortos e dos sobreviventes. Acho que tô ouvindo demais esse Paradise Lost :S

Abraços

Flávio disse...

Defensor, talvez os locais não sejam tão diferentes assim. É nisso que estamos transformando as grandes cidades... :( Abração

Poesias & outras Expressões disse...

a diferença parece ser quase nada, né?
Um abraço

Olhos de mel disse...

Oie meu amigo da alma linda e triste! Some não, viu?
Fique com Deus!
Bjs

Flávio disse...

Amigo, continuo sentindo falta dos seus posts. Grande abraço

O Árabe disse...

Todos cemitérios, talvez. Afinal, a verdadeira morte é a morte dos nossos sonhos...

Mari disse...

Ai,que bárbaro!Mas,será que após a morte isso fará grande diferença??
abraço

Anônimo disse...

Nossa, olhando rapido quase nao percebe-se a diferença

http://desenholegall.blogspot.com

Bruna disse...

Defensor,

até que enfim consigo comentar aqui, afe-afe!

Vivemos numa grande necrópole, né? li um texto do Van Rockwood onde os mortos não morriam rsrs...quando iam pro além, criavam raízes e se fincavam onde quisessem, na sua casa, numa ponte, enfim....

André disse...

Nossa, impressionante...

gata disse...

pois é...quantos de nós passarão apenas duma cidade de gente viva para uma cidade de gente morta sem nunca ter vivido...?


Bom fim-de-semana. Com mais luz que nestas fotos...e o meu beijo.

Kaminda disse...

cara jur que assim todo cinza.. me fez lembrar de Sao Paulo...
nao gosto de vela poluida... vixi virou estresante morarnela... bom na verdade sempre a conheci assim hehehehe
Gostei do blog

Kaminda disse...

ps... no primer olhar o ceminterio parece uma cidade... hehehehe da pra confudir memo :)

Lenim Ivanovitch disse...

deveras interessante!!! piada... é o bixo mesmo!!! uma alude as grandes metrópoles, e a outra a um cemitério. qual a diferença? em ambos temos carcaças fétidas...apenas fingimos que estamos vivos!!!!!!!!

Jesus Apócrifo disse...

Definição:

1 - Morada dos MORTOS-VIVOS
2 - Morada dos VIVOS-MORTOS

San disse...

bela observação !!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.