quinta-feira, março 29, 2007

CORAÇÃO E SANGUE
Image Hosted by ImageShack.us
Quero teu sangue
Teu líquido vital
Que me ilumina
Que me aquece
Que impede meu final

Quero teu coração
Pulsante e inquieto
Vermelho de dor
Na dor da paixão
Ou no amor astral

34 comentários:

sem-comentarios disse...

Muito intenso ;)

Blogildo disse...

Coração, sangue, dor, amor...é tudo tão vermelho...

Dark-me disse...

Deixaste-me sedenta :)

Lindoooooooo poderoso!!!!

Dark kiss

Cejunior disse...

Sangue e paixão... intenso, realmente.

Ricardo Rayol disse...

Sangre coração
Insólita insanidade
Pulsante
Arqueie-se coração
Esvaia-se
Gota a gota

Vendetta disse...

"vermelho de dor" tem tudo a ver comigo!

Beijinho, Defensor!

Saudades de comentar por aqui!

mac disse...

É melhor dizeres estas coisas em voz baixa, não vá o Van Helsing querer caçar-te...

Bruxinhachellot disse...

Uma poesia rubra, pulsante.

Beijos de ovos de páscoa.

Suzy Tude disse...

Defensor, esse é um grito de socorro de um coração a outro. Pelo menos foi o que entendi. E gostei "na dor da paixão ou no amor astral".
Grande abraço

Renata disse...

Just G-O-R-G-E-O-U-S!!!!!

}}cleopatra{{ disse...

Olá Defensor!

Cá estou eu para sorver o teu poema escrito com sede de sangue...
Ou talvez de amor...
O coração é a vida e a dor... é o pulsar do sentimento e o anseio do amor...

Um beijinho soprado deste lado do oceano

keila, a Loba disse...

Você sabe que existe toda uma simbologia referente aos órgãos que listou aqui? O coração é o órgão circulatório, local onde "todos"podem e devem ir, entrar e sair dele; o sangue é o humor circulante que não privilegia ninguém; apenas circula levando alimento nutritivo aos demais órgãos.

O que isso tem a ver com o que postou? Mostra o quanto você gosta de ser livre, solto, leve; mostra o quanto gosta de ir e vir, e gosta que outros também se sintam livres para estar e gostar de você.

BeijUivooooooooooooossssssssssss

Barbarian disse...

Linhas fortes... pedem que o coração do meu pai viva mais tempo. Vivamos nós mais tempo também.

[ ]'s

Barbarian disse...

Atualiza teus links... reabri o buteco.

a-taverna-do-barbaro.blogspot.com

[ ]'s

Luna disse...

Desde sempre o sangue teve muito poder e os pactos eram selados com sangue, e ele pulsa no coraçãoo seu poder é fantastico, forte o teu poema
beijos

Lana disse...

olá !!
o que eu quis dizer foi que em Portugal existe florbela espanaca uma poetiza que tem versos / poemas parecidos com os de cruz de sousa ... eheheh e que um destes dia ponho no meu blog um deles em tua honra pois fizeste-me lembrar dela.
quanto ao vermelho sangue do coração é lindo este teu poema quer tenha sido ele escrito por raiva ou por paixão!
1 sorriso mto luminoso
Lana

Bruna disse...

Oi Defensor,

Dá-me tu sangre, hombre!! tengo que vivir!! Garcia Lorca na parada. Vermelho - às vezes (só às vezes) é a minha cor.


B eijo grande

Mestre Splinter disse...

Sangrento!

...e ainda li este depois de ver os 300! Que sangüera!

Saramar disse...

Muito bonito e intenso.
Um amor que sangra, uma paixão que mata.
Adorei.

beijos

Escorpiana Explosiva disse...

MUITO LINDO ADOREI ESTAVA COM SAUDADE DESSE CANTINHO MARAVILHOSO DESEJO BOA SEMANA E ÓTIMA PÁSCOA.

Lia disse...

O sangue, algo vital e com o qual celebramos o "contrato" mais importante...

Beijinhos

david disse...

Um dia aprendo...

M.Marcolin disse...

isto me lembra algumas músicas do Tiamat. Realmente é um grito intenso, daqueles que corrompem o mundo "moderninho" em que vivemos e o entortam como banquinho para o casal... abraços!!!

Lana disse...

Olá!!
vim só para espreitar e dar-te uma boa noite...
Lana

rosa maria disse...

Mt, mt intenso...!
Fica um beijo

Flávio disse...

Inquietante e muito bonito... como, aliás, já é de costume! ;) Feliz Páscoa, amigo; grande abraço!

Marconi Leal disse...

Cruz e Souza é muito bom. E este poema também. Grande abraço!

Eduardo Inácio disse...

Bem vampiresco...

Klatuu o embuçado disse...

Tá virando vampiro, amigo? Sinal dos tempos! :)

Abraço!

Lana disse...

Olá!!
onde andas tu?? já tou a ficar ciumenta com a tua não-visista... eheheh
1 sorriso luminoso e até breve
Lana

Bruna disse...

Oi Defensor,


esse poema é seu? uuui, vampirismo me arrepia.:)

Feliz Páscoa!!

Um grande beijo

Mestre Splinter disse...

E aí, e essa folga, qüando acaba?

O povo anseia pelas palavras do Defensor!

Hehehe...Aquele abraço, brother!

Bela disse...

Defensor, venho deixar-te um abraço!
Como sempre, encontro belas palavras por aqui...:)

MagnetikMoon disse...

Até deu sede;p