terça-feira, janeiro 09, 2007

O POVO COMO TERCEIRA VIA
Image Hosted by ImageShack.us
Os depositários do poder têm uma disposição desagradável a considerar tudo o que não é eles como uma facção. Eles chegam a incluir às vezes a própria nação nessa categoria - Benjamim Constant

Esta é uma blogagem coletiva, proposta pela Suzy do Alquimistas do Brasil (link ai do lado), que tem por escopo mobilizar parte da sociedade para apoiar a denominada “terceira via”, que seria a escolha de um outro candidato que não fosse os dois nomes cogitados - Aldo Rebelo (PC do B-SP) e Arlindo Chinaglia (PT-SP) - , para concorrer à Presidência da Câmara dos Deputados.

Pois bem.

O título proposto pela Suzy foi "Legislativo forte é independente, não ausente nem leniente!". Como atualmente não acredito em um Poder Legislativo independente e não ausente, nem não leniente (além de honesto), mudei o título... Desculpe Suzy!

Corrupção, podridão, interesses escusos, egoísmo, canalhice. Todos esses "predicados" (e mais alguns que não irei escrever em respeito ao leitor) me vem à mente quando penso em políticos, sejam eles quais forem.

Todos são lindos e maravilhosos quando estão na "oposição" (se é que existe isso): pensam no bem estar do povo, direitos sociais, mais renda e trabalho para todos, criticam as altas taxas de juros, etc. Tudo é belo e maravilhoso, mas quando se tornam “situação”, quando seus partidos conseguem eleger prefeitos, governadores e presidente... pronto, aí já é outra estória. O discurso e os atos mudam.

Não me iludo. Nada irá mudar. Qualquer que seja o eleito para presidente da Câmara, as coisas irão continuar péssimas.

Não se muda um país de uma hora para outra, assim como não se muda a mentalidade de um povo pacífico e submisso sem educação e conscientização.

Repito o que eu já escrevi em diversas oportunidades: passados mais de 18 anos da promulgação da Constituição, os direitos nela encartados ainda continuam no papel. E o que é pior: sem a menor previsão de torná-los realidade.

O novo presidente da Câmara irá mudar isso? Duvido.

Podem me chamar de revoltado, ou outras coisas piores, não me importo, só estou externando minha opinião, que pode estar errada!

É fato: políticos não gostam do povo, não gostam de cobranças, não gostam de prestar contas Tudo bem, existem exceções, mas são gotas num oceano.

Não dou meu apoio a nenhum político. Desta forma, não irei apoiar este ou aquele como alternativa para concorrer à presidência da Câmara dos Deputados.

Mas apóio uma terceira via.

Apóio o povo como terceira via.

No entanto, eu sei que esta “terceira via” só virá com a conscientização de que políticos só existem para representar os interesses coletivos.

Apóio a terceira via da revolução. A revolução da mentalidade do brasileiro.

Apóio a terceira via para cobrar educação, segurança, saúde, trabalho, previdência, assistência. Apoio a terceira via da fiscalização, da marcação cerrada em cima desses cães do Congresso.

Apóio a terceira via dos caras pintadas. Apóio a terceira via da indignação com barulho, do apitaço, de todas as manifestações pacíficas que coloquem um espelho na cara dos senhores políticos para que eles vejam a si próprios, para que vejam como são cara de pau, para que eles percebam que não podem fazem o que eles bem entendem. Para que eles atinem que o povo (o verdadeiro dono do poder, conf. parágrafo único do art. 1° da Constituição) não pode ser feito de palhaço.

O verdadeiro sentido da democracia é a cobrança, a insistente exigência de respeito aos direitos fundamentais, a contumaz fiscalização dos atos dos Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo (e por que não do Ministério Público? ...uma vez que eles se acham representantes do 4° Poder), a reivindicação de uma sociedade livre justa e solidária, de respeito à dignidade da pessoa humana. Todas essas manifestações, essas cobranças devem partir da sociedade, do povo.

Como já disse Georges Clemenceau: A democracia? Vocês sabem o que é? O poder de os piolhos comerem os leões.

Não sou o senhor da razão, freqüentemente erro e posso estar errado nesta minha perspectiva, mas só escrevi o que acredito.

Sou um ignorante... nunca viajei para fora do país. Não conheço, além do que dizem os livros, outras culturas e outros países, mas mesmo assim, não troco o Brasil por nenhum país do mundo, seja ele qual for. Esta é uma bela terra. O que falta somente é a vontade de querer mudar. Alexandre Herculano tem uma frase que diz: “Querer é quase sempre poder; o que é excessivamente raro é o querer”.

Talvez minha terceira via seja ilusão, seja uma miragem, mas ainda acredito que seja possível tal revolução. O Brasil é grande demais para se render à essa corja que está no poder!!!
Image Hosted by ImageShack.us

26 comentários:

Conceição Bernardino disse...

Olá boa noite,
Como sabe bem ler e sentir o que escreves...
Belo
Conceição Bernardino
Beijinhos


Meus blogs http://amanhecer-poesia.blogspot.com

http://sentidos-visuais.blogspot.com

Ricardo Safra disse...

Caro Defensor

Nós dois acreditamos na mesma força: o povo. A diferença é que eu, como simpatizante da anarquia, não acredito mais em políticos e nem nas instituições vetustas que dão sustentação ao tal Estado de direito. Porque este sim é o Estado utópico, uma vez que o direito de uns está sempre acima do direito de outros. A democracia é feita por e para quem legisla, executa e julga.

Mas estou contigo e não abro. A terceira via só pode ser o povo! É a potencia que a sociedade tem nas mãos a única força capaz de promover as mudanças tão necessárias que você elencou. Eu morei algum tempo fora do Brasil, mas assim como você, não troco nossa pátria por nenhuma outra!

Um abraço,
Ricardo Safra, estudante de Geografia

Clarissa disse...

Defensor... eu acho que este desânimo com os políticos é comum também a Portugal. Concordo inteiramente contigo. O povo é mesmo a terceira via.
Gostei desta opção :)
Beijocas

Anônimo disse...

Meu amigo, mais uma vez perfeito e irretocável.

Se eu fosse mulher te chamava pra casar.

Um abraço.

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Correto, Defensor.Demais até, pelo que nem seria o caso de brigarmos.Os elegemos para isso, e o fizemos considerando-os gente, mas não se comportam assim...

Anônimo disse...

Eu acho q vc com esse texto e o amigo Ricardo ja falaram tudo mas talves um ouco seje nossa culpa de não ficarmos no pé deles ,para fazelos fazerem aquilo q é para ser feito não simplesmente votar e deu não e votar e cobrar ,com certeza ha outros lugares qa contece o mesmo pasta nos olharmos ao nosso redor estou sendo sincera no meu ponto de vista.

Cris Palm.

Flávio disse...

Excelente post, amigo. Com a sua licença, gostaria de assinar em baixo dele! :) Abração

Mestre Splinter disse...

Perdão, Sir, mas tive de usar uma referência ao teu texto no que eu fiz lá no blog...Foi inevitável, mas creio que tu não te importarás.
Valeu!!!

Jorge Sobesta disse...

Defensor,

Sua revolta é natural, sua s palavras são sincéras. Concordo com você no tocante de que somos a terceira via. A muito o que reivindicar. O sistema carcerário, por exemplo, já é comum ler frases surrealistas como "A ordem partiu da cela de fulano, lider do CV, no presídio de segurança máxima..." Segurança máxima e neguinho com celular comandando seus exércitos?

Assim como você, prefiro morrer protestando do que viver de joelhos.

Um forte abraço.

Blogildo disse...

Cara, vc mandou muito bem! O texto claro e lúcido. Como sempre!

Abraço!

Bela disse...

Sempre aprendo ou assimilo informaçao do outro lado do oceano, qd aqui venho :)
Haja indignação!

Abraços

Anônimo disse...

É triste ver como esta realidade se aplica não só ao Brasil como também a Portugal. Pintaste o retrato fiel dum país deste lado do oceano. Tens razão, a posição fala, mas qualquer um, seja que partido for, quando chega à cadeira do poder, muda logo de discurso. Acho que a democracia não existe. A democracia é o governo do povo e para o povo. As reformas em Portugal, apesar de necessárias, têm sido para lixar o povo. Ainda não vi nenhum peixe graúdo ser prejudicado.

Suzy Tude disse...

Defensor, amei seu post, lúcido, indignado e brilhante!
Grande abraço

Anônimo disse...

Puxa vida, vc colocou em palavras a crua realidade.
Amigo, eu postei por que a Suzy é fantástica, é uma guerreira e ela realmente acredita, isso contagia.
Mas a canalha tomou conta do poder, se prepararam 25 anos para isso, se infiltrando em todos os pontos chaves, não sobrou nada, apenas 40 milhões, dos quais nenhuma liderança se destaca.
Sinceramente? Só o Lula derrubará o Lula e isso sim não é impossível.
O povão está comprado, os cara pintadas tb, instituições de classe idem... só nos resta torcer pela bossalidade do apedeuta e seus aloprados!
Temos q esperar q o fracasso deles gere indignação, sem isso, necas de pitibiriba!

Blogue da Magui disse...

O Brasil só mudará qd mudar o tipo de federação que ficou fortalecida pela ditadura e até hoje permance o mesmo modelo.Não há distribuição de riquesa neste país .Tudo para SP e o resto que se dane. Não será uma presidência da Câmara Federal que fará a diferença.A Constituição Federal ´da muitos poderes ao presidente da república e a Câmara perdeu a independência.Coisas da esquerda festiva que é a favor da ditadura.

Ricardo Rayol disse...

Assim como você naoa credito em nada que venha da pocilga. Que arrebentem nos infernos com essa corja... Espero mesmo que uma parte do que disse se torne realidade.. será muito triste ver minha filha crescer nesse mar de lama´.

o alquimista disse...

Eu assino de cruz, caro amigo aqui numa ilha do atlantico norte as noticias que nos chegam deste grande pais às vezes entristecem-me...
Abraço

Klatuu o embuçado disse...

O que é terrível... é que povo é muita gente... e assim que se elege um líder já não há povo... Lembra-se de um tal cara chamado Lula da Silva? Contra todas as previsões chegou a Presidente do Brasil... os poderes instalados tremeram por 30 segundos... e depois perceberam que não há nada melhor de manipular que um proletário tolo!

Defensor, O Maldito disse...

Saudações aos que comentaram até agora, e aos que talvez comentem. Peço desculpas, meus amigos, mas não tenho tido o tempo necessário para cometar em vossos blogues nos últimos dias, devido ao trabalho. Para piorar, meu computador está travando, e aí quando tenho tempo, fica impossível...

Bruna disse...

Então, você disse muuuuuito neste post, Defensor. Eu que já morei fora, em vários países, quando volto amo ainda mais meu Brasilsão!! A porta de saída não é o aeroporto, não....é união, engajamento, pra não deixar que esse bando que tá governando ganhe a parada!

Anônimo disse...

EXCELENTE TEXTO, porem
O PMDB e o PSDB decidiram apoiar Chinaglia na Câmara. E agora?

Sobre a disputa pela presidência na Câmara, está no Último Segundo e em toda a mídia: "O PMDB por maioria dos votos (46 a 11) decidiu nesta terça pelo apoio à candidatura de Arlindo Chinaglia (PT-SP). Antes do final da votação entre os deputados do partido, já ficava claro que a tendência seria pelo apoio ao petista". E agora?
PS. Serra está denunciando a administração de Alkmin em S.Paulo
com varias contas fraudadas e saldo negativo em Caixa.Se voce vive em S.Paulo teria vergonha de usar essa fotografia.É tempo de repensar politicamente pois alguem está SENDO enganando

Saramar disse...

Defensor, admiro essa capacidade que você tem de colocar tão lucidamente as mais complexas idéias e reflexões.
Não está errado, em absoluto!
Errados estão aqueles que limitam a atuação política a interesses personalistas, seja em proveito próprio, seja em favor de outros considerados "deuses", como está acontecendo em nosso país. Parab por essa verdadeira aula de cidadania.

beijos

Defensor, O Maldito disse...

Caro Anônimo: TODOS estamos sendo enganados. E isso desde 1500! É como eu disse no texto, não existe "oposição" de verdade.

Claudia disse...

Defensor, ainda não havia passado por aqui, mesmo depois da referência do David.
Seu post diz tudo. Acho que é um bom ponto de partida para um manifesto, uma proposta de mudança.
Tô disposta a colocar o meu na reta por um projeto maior do que ficar postando comments nos blogs de outros que pensam como eu.

Topas?

Abraços

andre wernner disse...

Defensor,
Por motivo de viagem só agora pude ler essa sua postagem. Madura, inteligente e retratando a realidade vigente. Muito temos que lutar bravamente para atingirmos os objetivos de uma grande Nação.
Não podemos esmorecer. Como você disse muito bem, a ‘Terceira Via’ somos todos nós – o povo. Precisamos conclamá-los permanentemente para ajudar, e trazer à realidade aqueles que, por razões outras, continuam adormecidos.
Abs

Barbarian disse...

Desnecessária alguma colocação de minha autoria, já que os pontos principais já foram tão diretamente expostos... apóio a idéia de que o cidadão brasileiro sempre foi enganado com essa fábula de democracia, e que não há mudança sem sacrifício. Os poucos conscientes procuram seus próprios meios de fazer valer seus direitos, já sabendo que das tábuas da lei estão fazendo nosso caixão há séculos. Não acredito que mesmo com uma revolução armada poderíamos fazer nosso amado Brasil retomar o progresso e a vergonha na cara. Não acredito que qualquer político seja 1% melhor que o outro. Cara, com a manobra do Collor, aquela em que ele prendeu todas as contas do país, eu fali feio a ponto de passar fome. Qualquer que seja o partido, o estado, são todos iguais e membros da mesma gangue. Nos passaram aquela ilusão de opositores, propostas diferentes, e sempre acabou tudo igual: viramos entregadores de pizza: a gente que trabalha pra fazer, é obrigado a entregar, e eles que comem. Prefiro exercitar a paciência, esperando que no dia em que não tiverem mais de onde tirar, eles se devorem entre si, poupando-nos o trabalho de enforcá-los em praça pública.

Cada dia melhor seu blog, irmão. Um grande abraço.