domingo, janeiro 21, 2007

RETIFICAÇÃO
Segunda Feira, dia 15 eu postei um trecho da poesia, "No Caminho com Maiakovski", que sempre pensei ser da autoria do proprio. Ocorre que esta poesia é de autoria de um brasileiro, Eduardo Alves da Costa, e foi escrito nos anos sessenta.

Bem, eu já gostava do poema quando era creditado a um russo, passei a gostar mais quando soube que o autor era brasileiro.

Peço desculpas pelo equívoco (pra não dizer burrice...) cometido por este Defensor

Quem quiser conferir os links estão aí embaixo.

Revista Agulha
Geração Books
Uma Coisa e Outra
Revista Agulha

A observação foi feita pelo carrasco real, Klatuu, o Embuçado, do Crônicas da Peste, e pode ser lida nos comentários do referido post. Agradeço ao nobre verdugo pelo aviso.

Bem, a moral da história é: "pesquise mais e antes de postar qualquer coisa não se embase apenas em uma única fonte"

10 comentários:

A Sonhadora disse...

Tás enganado, sabias que o mel é o unico alimento que sobrevive séculos, sem se estragar? pois é, o mel, como o amor, não estragam....purificam, elevam....
Beijinhos de mel da sonhadora

Suzy Tude disse...

Defensor, seu aviso é de interesse público aqui na blogosfera.
Obrigada e grande abraço.

M.Marcolin disse...

Acontece. principalmente se a fonte vem da internet. Infelizmente a incrível quantidade de informação na internet está longe de ser segura. Porém, temos a vantagem de contar com esta esfera de amizade e conhecimento chamada blogger... e por outro lado não foi inútil, pois me chamou atenção ao Maiakovski e ao autor brasileiro... Só tenho a agradecer pelo erro. Até mais, fique em paz!

Anônimo disse...

Defensor, bo mdia.
E quem não está sujeito a erros dessa natureza nestes tempos?
Veja, por exemplo, a multidão de textos creditados à Lcarice Lispectos, inclusive poemas?
Não se preocupe...seu blog é o máximo.

beijos

Sujeito Oculto disse...

É como repassar aqueles emails corrente que são assinados por técnicos no assunto. Quando você liga pro cara, ele já responde dizendo que o email é falso!

Blogue da Magui disse...

O importante é que vc nos mostrou uma peça que vc gosta.E , depois, mostra que vc sabe receber críticas qd ela é construtiva.

Anônimo disse...

Amigo Defensor, todos estamos sujeitos a errar. Por vezes o difícil para alguns é assumir o erro! A moral da história ficou o máximo!

Beijinhos

(Vou-te linkar também para não te perder mais)

Suzi disse...

Esta é mesmo uma importante providência, Defensor: antes de dar os créditos a alguém, descobrir se é aquilo mesmo. rs*

Falei sobre isto, semana passada, lá no meu canto, porque li num blog um texto "de Machado de Assis", sobre mulheres e maçãs...

Parabéns pela errata, com destaque.
;o)

E o poema, realmente, é lindo demais!

Blogildo disse...

Isso não é sinal de burrice. É só uma falta de atenção. Ocorre nas melhores famílias blogueiras.
Legal é ter atitude humilde e reparar o erro!

Abraço!

CRIS disse...

Não tem problema amigo isso a contece com qualquer um.
um abraço!