quarta-feira, fevereiro 21, 2007

DOCE DESEJO
Image Hosted by ImageShack.us
Essa vontade é paixão
Esse amor é furacão
Com ar de mistério
Profundo evangelho
É delírio sufocante
É desejo lancinante
De te ver
De te acolher
De te abraçar
De te devorar...

Tua ausência
Minha dor
Tua presença
Meu estupor
Teus lábios
Doce sabor
Teus beijos
Meu licor

31 comentários:

Defensor disse...

...Essa foto não é o máximo?!?!

Chegar à essa idade, e ainda amar a mesma pessoa, com dedicação, compreensão, carinho...

Infelizmente não sei quem é o fotógrafo.

A poesia foi inspirada na foto.

M.Marcolin disse...

Concordo plenamente, Defensor, e já entrava para comentar justamente a foto. Nada mais romântico que um casal de idosos que ainda sabe amar... mais belo que o ardor da paixão carnal da juventude é o amor de muito tempo... Belo post, os versos são teus???? combinam perfeitamente!!!

M.Marcolin disse...

Só agora vi o acontecido nos posts anteriores. Lamentável, amigo, e tens toda a razão em ativar a moderação. Democracia é para quem sabe dialogar...

jguerra disse...

E que bela inspiração a tua. Realmente deve ser lindo chegar àquela idade com paixão suficiente para olhar para a pessoa que partilhou a nossa vida e deizer-lhe o quanto a amamos.

Lia disse...

A foto é fantástica.

Por vezes o licor do amor pode azedar o mais doce dos beijos...

Beijinhos

Keila, a Loba disse...

Vi com relativa incredulidade o volume de problemas oriundos do post anterior, sobre os direitos humanos, e percebi que você está no caminho certo, amigo.
Quando a gente fala, quando a gente toca na ferida, muitas vezes revelamos dados e permitimos que os demais pensem sobre o tema, aí então teremos promovido a democracia, estimulado a paz e fazendo alguma coisa em benefício de nós e do mundo.

BeijUivooooooooosssssss da LOba

Ricardo Rayol disse...

defensor, pertinente e muitissimo bem escrito. Sensibilidade a toda prova. Quem dera que cheguemos a esta idade desse jeito.

Rita Contreiras disse...

Que linda foto1 é a prova de que amor e sensualidade não t~em idade. Vc captou a beleza e a fez poesia1 bjs.

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Raridade, não?
Só tendo a força que diz a poesia para se poder chegar a isso tudo.Parece uma única alma morando em dois corpos.E esse amor existe , eu já ví!

Flávio disse...

Mais uma vez, meus parabéns por outro belo post, amigo! E a foto é linda sim... estamos completamente de acordo. :) Abraço grande

david disse...

Um dia aprendo duas coisas: escrever e fotografar bunitim.

....:::: Anonima ::::.... disse...

Como é bom ouvir e falar de amor, carinho e desejos nestes tempos em que o mundo é só violência...
É nisso que precisamos nos agarrar...
E francamente... a vida sem amor não tem graça... não tem o mesmo sabor...
Seja feliz...

Sujeito Oculto disse...

Até o fim... não espero tanto para a minha vida.

Ana Gotz disse...

Que linda poesia!
A foto então, arrasou!

Seu Blog está muito legal, gosto de tudo que coloca aqui!

BEIJOS

Renata disse...

Ai que vontade que dá!!!!!

Conceição Bernardino disse...

Olá,
“ Somos a ponte para a eternidade,
Formando um arco sobre o mar,
Procurando aventuras para nosso regozijo,
Vivendo mistérios, optando por calamidades,
Triunfos, desafios, apostas impossíveis,
Pondo-nos à prova uma e outra vez,
Aprendendo amar.”
Excerto de “Richard Bach”

É com esta força que renasço todos os dias, para continuar a minha caminhada...
Espero que gostem deste pequeno presente.
Beijinhos, que a escrita nos una!
Conceição Bernardino

http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Suzy Tude disse...

Defensor, a foto é fantástica porque mostra como pode ser forte um amor-paixão...

Grande abraço

Catellius disse...

Daniela Cicarelli idosa e Paul von Hindenburg formam realmente um belíssimo casal. Ela nunca perde o gosto pelo amor aquático e ele aproveita o banho anual para mais esta conquista germânica. Brincadeira. Bela foto!

Defensor!
Não deixe de freqüentar o meu blog, o pugnacitas. Abraços!

A MUDANCA disse...

Sem dúvida que é o máximo mesmo,aliás amar é sempre o máximo é o ponto mais alto de um sentimento.

Beijo

FF

tina Oiticica Harris disse...

Você é que está um gato neste teu gravatar novo. Sim, casis de velhinhos são o máximo de se ver. Saiu a foto de um casal, ele com 96 e eal com 94 anos no LA Times.

ONtem fez um ano que parei de fumar. Agora meus lábios sabem a licor ...

mac disse...

Realmente o amor não tem idade. O que gosto mais de ver são 2 velhinhos a passsear de mão dada...faz-nos acreditar em coisas belas.

Bruna disse...

è verdade, Defensor. Eu quero pra mim um amor assim. Utopia, né¿?

Linda a poesia....


Beijo grande

Angela disse...

É o máximo mesmo. Quem me dera envelhecer com o meu companheiro sempre a meu lado mantendo acesa a chama do amor.

A tua poesia é um grito de amor.

Lindo!

Beijinho grande.

Blogue da Magui disse...

Estão mesmo felizes.Tomara que não seja pose.Mesmo assim eu continuo achando que a juventude não tem preço É rpeciso aproveitar pq depois ... sei lá!

Lana disse...

Olá
esta foto é como tu ... o máximo ...
1 sorriso mto luminoso
Lana

Dark-me disse...

A foto é magnifica e as palavras se queres que te diga, mais ainda!!!

Dark kiss

Defensor disse...

Amigos,

Não estou tendo tempo de visitar vossos blogues, em virtude de compromissos de trabalho.

Espero que semana que vem eu consiga um tempo para comentar nos blogs amigos.

Em todo o caso, desde já, peço desculpas pela minha ausência!

Abraços,
Paz e prosperidade!

Saramar disse...

Que lindeza!
Fiquei apaixonada de novo!
Depois da foto e do poema, percebi que posso.
Obrigada.

beijos

Ricardo Rayol disse...

Defensor, peço desculpas pelo abuso mas não esqueça da blogagem coletiva “Xô, Dirceu”, segunda dia 26/02/2007 maiores detalhes em http://movimento-evolucao.blogspot.com. Participe e divulgue. Contamos com você.

}}cleopatra{{ disse...

Olá Defensor!

Linda foto.Pois o Amor, quando verdadeiro, vence todas as batalhas e chega vitorioso ao fim!
O teu poema, que a foto te inspirou, é um verdadeiro hino ao amor eterno!

Mesmo que não consigas visitar-nos, nós voltaremos aqui sempre.

Vera Carvalho disse...

A foto está apaixonante, tal como o poema que sustenta os danos da idade com esse amor vivo!
Um abraço.