sexta-feira, novembro 17, 2006

A FÚRIA É MORTAL NO CORAÇÃO DOS MORTAIS
Image Hosted by ImageShack.us
Seja o senhor de seus pensamentos.
Jamais se arrependa do que fez,
Mas tão somente do que deixou de fazer.
Trave em silêncio todas as guerras.
Não se anuncie aos inimigos até que seja tarde,
Tarde demais para qualquer reação.
Lance o desafio, conquiste,
Mantenha os espólios e só depois
Beba o rubro vinho em comemoração.
Mas após triunfo, trate-os com dignidade.
Não desperdice a preciosa vida com ódio
E pensamentos mesquinhos,
Pois toda a fúria que inunda a alma
É mortal no coração dos mortais.
__________________________
Bem, volto segunda. Bom final de semana a todos!

12 comentários:

Mikas disse...

Bom fim de semana

Anônimo disse...

De facto, não deveríamos desperdiçar a vida com pensamentos mesquinhos... mas às vezes não conseguimos evitar.

Um excelente fim de semana para ti!

Beijo grande.

Blogildo disse...

Brilhante!

Bom fim-de-semana, amigo!

Lord of Erewhon disse...

O mais temível dos guerreiros é aquele que conhece o seu próprio medo e lhe chama «irmão»!

Abraço.

Betty Branco Martins disse...

Olá Defensor

As rosas que não murchem
que estrelas sempre brilhem
gastemos a vida cantando de alegria

O amor...no nosso olhar que vai sempre no horizonte.

"Pois toda a fúria que inunda a alma
É mortal no coração dos mortais".

Beijinhos com carinho
BomFsemana

Ricardo Rayol disse...

perfeito!!!

Tem posts que realmente não há mais nada a dizer

Mestre Splinter disse...

...Se o Sun-Tzu tivesse sido um poeta ao invés de general poderia soar como algo assim(hehehe)...
Muito bom!

Eärwen Tulcakelumë disse...

Agradecer a visita ao meu espaço em primeiro plano.
Em segundo dizer que realmente o amor é nossa fonte de inspiração sempre!!!!!
Quanto ao Deserto digo, meu passado lá repousa.
Gostei muito desse trecho:
"Pois toda a fúria que inunda a alma
É mortal no coração dos mortais".

Vivamos então o amor real.
Abraços.
Eärwen Tulcakelumë

Blogue da Magui disse...

Eu até concordo com tudo menos com se arrepender do que não fez.Se vc não fez vai arrepender-se de quê?

Inominável Ser disse...

Inomináveis Saudações, Defensor Maldito.

Mortal mortal mortal ás,
Ás no coração dos pobres mortais
A morrerem desiguais
A cada passo de tumular languidez
Dado em direção
À cova com extrema razão
De ser a maior das glórias...

Os espólios da guerra diária nem sempre podem ser garantias da verdadeira forma do situar-se-no-mundo se apenas visulaizados em sua superfície. É necessário que se vá ao âmago oculto dos espólios e recolha-se neste âmago mais poderes que fortaleçam o continuar... Continuar morrendo para o ontem sem arrependimento... O Ontem desfalece nos horizontes adiante... O Ontem é Névoa Sublime que ensina... Ensina a não repetir o que se deu nele... Ensina a seguir novos Amanhãs a cada passo novo...

Saudações Inomináveis, Defensor Maldito.

Emanuelle disse...

Também tenho uma alma perdida e não quero salvação. Não quero que me defendas, defensor maldito! Brincadeira... Adorei seu blog.

o alquimista disse...

Esmagador!Fechei os olhos para meditar sobre as tuas palavras...

Forte abraço