terça-feira, outubro 17, 2006

O MALUCO, ALÉM DE BELEZA TAMBÉM ERA PUNK

Estava lendo “O Baú do Raul Revirado”, e, apesar de nunca ter sido “punk”, no verdadeiro sentido do termo, identifiquei-me totalmente com este escrito do Maluco Beleza. Afinal de contas, com tanta “podreira” acontecendo no país, é difícil não ser “punk”!
Image Hosted by ImageShack.us

Amanheci determinado a mudar
Agora vou ser punk até apodrecer
Apodrecer pra incomodar
Com meu mau cheiro empesteando seu jantar
Eu sou punk, nojento, e mais,
Eu quero é matar minha vovozinha
Botar veneno na cerveja do meu pai
Não acredito mais em nada
Vou cuspir na cara da empregada
Eu sou punk
Nojento, vulgar demais.

É... como dizia Raulzito: É pena eu não ser burro não sofria tanto...

5 comentários:

tina oiticica disse...

Cara, li sobre o Raul na Lágrima e fiquei com a maior saudade. Sério. Pioir que meu cd se ferrou : (

Ricardo Rayol disse...

Toca Raul!!! rs

dreams disse...

é difícil não querer revolucionar este mundo...
mas não somos burros...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

Nat disse...

Defensor,

A que ponto chegamos: burrice é sinônimo de felecidade em nosso país!

Bjs

Blogildo disse...

As vezes a ignorância é um bênção!